[luzes.org] O que é a psicanálise, origem e linhas de atuação 
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco
O Site | Quem somos | Contato | Cadastre-se | Apoiadores
Equipe | Perguntas freqüentes

Home   Edições impressas   Cursos e Eventos   Todos os artigos  
Resenhas   Anuncie   Quer colaborar?  
Google

Você está aqui: Home » Artigos sobre Técnicas
Artigo (veja mais 6 artigos nesta área)

O que é a psicanálise, origem e linhas de atuação


Hoje em dia os psicanalistas são muito populares, estão sempre na televisão dando entrevistas e acabaram conhecidos do grande público. Nem sempre foi assim, pois no começo foram rejeitados e questionados mas, paradoxalmente, o sucesso alcançado nas últimas cinco décadas, em especial na Europa, abriu as portas e permitiu algumas variações que podem até tê-la tirado de sua essência.

A psicanálise está espalhada em todos os lugares, e não apenas pelo interesse despertado por seus métodos terapêuticos. Pode-se até dizer que o brilho da terapia foi encoberto pelas virtudes da psicanálise aplicada. Os psicanalistas abriram o leque de seu conhecimento também para áreas como literatura, sociologia, antropologia e etnologia, religião e mitologia. Além disso, incitaram o interesse do público que tivesse alguma inclinação para o auto-conhecimento em adentrar as escolas e clínicas.

Finalmente a psicanálise conseguiu se explicar melhor para a população e também entre outros profissionais correlatos, usando os meios mais comuns como rádio, TV, filmes e a internet. O cinema deu ênfase à psicanálise, existe mais de um filme famoso, entre eles um dedicado a Sigmund Freud, que o apresenta como um ser humano, com todas as incertezas de quem está entrando em águas nunca antes navegadas até conseguir chegar no que se tornou posteriormente a psicanálise.

O excesso de fontes e a complexidade de fontes pelas quais recebemos hoje as informações sobre a psicanálise levantam uma questão importante: até mesmo devido a popularização, a psicanálise pode acabar não sendo mais vista com clareza pelos olhos do público. Poucos sabem com certeza o que é a psicanálise e o que ela deseja. Infelizmente, pouco esforço tem sido feito pelas sociedades psicanalíticas para deixar bem claro e divultar este aspecto tão importante. Parece que estão cada uma delas fechadas em si mesmas, certas de que são as donas da verdade, contrariando as próprias idéias de Freud, que sempre procurou cercar-se de pessoas comprometidas com o desenvolvimento da técnica.

Assim, gostaríamos aqui de começar a explicar o que é a psicanálise, mas desde o começo. Depois veremos outras informações úteis para penetrar nos mistérios deste estranho mundo da mente humana.

Uma definição

A psicanálise designa três coisas ao mesmo tempo:
  • Um método de investigação da mente, em especial da sua parte inconsciente;
  • Uma terapia para tratamento das neuroses;
  • Uma nova área da ciência, baseada no conhecimento adquirido ao aplicar o método investigado junto com a experiência clínica dos últimos 100 anos.
Como se vê, a definição de psicanálise não é nada vaga, pelo contrário, é bem clara. Pode-se resumir dizendo que a psicanálise é uma técnica específica de investigação da mente, assim como uma terapia criada a partir desta investigação. Ao contrário do que dizem alguns críticos, de que os psicanalistas “chutam” muito, é preciso deixar claro que a psicanálise é uma ciência consolidada internacionalmente, cada vez mais perto da psicoterapia porém sem perder de vista suas origens na filosofia, na ciência e na cultura em geral.Livro Totem e Tabu de Sigmund Freud

O aspecto científico mencionado no terceiro ponto aparece desde que Freud publicou seu famoso estudo chamado “Totem e Tabu” (1913) onde se lança numa análise social e antropológica baseada no conhecimento obtido ao aplicar a psicanálise no tratamento de neuroses, em especial a histeria. Até hoje a leitura desta obra é ponto de partida para quem deseja saber mais sobre o tratamento dos distúrbios mentais, e afasta para longe a idéia de que a psicanálise trabalha só em cima de hipóteses e teorias loucas e deturpadas.

Algumas especificações importantes

Devemos frisar que a técnica psicanálitica foi uma criação de Sigmund Freud. Ele viveu a maior parte de sua vida em Viena e morreu em Londres em 1939. Ele “descobriu” a psicanálise ao sintetizar idéias e informações vindas de direções diferentes, tanto pelo lado clínico como teórico. A auto-análise à qual o próprio se submetia representou uma grande contribuição para o nascimento da psicanálise.

Freud era judeu, tendo se formado médico neurologista. Como médico, tentou criar o movimento psicanálitico com a ajuda de especialistas numa tenttiva de tornar sua orientação mais abrangente e confiável para a sociedade em que vivia. Neste contexto, ele trabalhou em conjunto com grandes personalidades como, por exemplo, Carl Jung, Alfred Adler, Sandor Ferenczi e Wilhelm Reich.

O movimento psicanalítico iniciado por Freud passou por muitas rupturas e dificuldades ideológicas, tendo tido problemas inclusive com o nazismo, que nasceu no mesmo período e que inclusive forçou com que Freud mudasse para a Inglaterra. Atualmente a psicanálise vem sendo desenvolvida em várias sociedades nacionais e internacionais que disputam a supremacia de continuadores ou de revolucionários da teoria Freudiana inicial.

Convenionou-se que a psicanálise começou junto com o século XX. A publicação que marcou seu início foi “A interpretação dos sonhos” que ficou pronta em 1899 mas saiu com a data de 1900 atendendo a um pedido do próprio Freud. Naturalmente, esta obra não saiu do nada, muito pelo contrário, foi fruto de muitos anos de estudos e da consolidação de várias teorias pré-existentes, que continuaram a serem desenvolvidas a partir de então, e continuam a ser até hoje.

A psicanálise avançou a passos largos nas últimas décadas e vem acelerando, por isso ao escolher um terapeuta ou uma linha de atuação é importante informar-se sobre o que está acontecendo. Como diz o próprio Freud em sua fantástica obra “O mal-estar na civilização” é impossível ao ser humano viver tranqüilamente em sociedade, sempre haverá conflitos e distúrbios. Mas a psicanálise pode ajudar — e muito — para que possamos viver num ambiente mais saudável.

Mas não confunda a atuação de psicanalistas, psicólogos e psiquiatras. Cada um destes profissionais tem uma formação diferente e atende a objetivos diversos, conforme demonstramos no artigo Qual é a diferença entre psiquiatra, psicólogo e psicanalista?.



Publicado em 26/05/2009 às 18:23 hs, atualizado em 01/07/2016 às 10:53 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


TEMOS MAIS 6 ARTIGOS SOBRE :
Divã on-line
Acupuntura, ciência milenar a serviço de sua saúde física e mental
Cura e energização com a imposição de mãos
Como funciona a lavagem cerebral, como prevenir e remediar
Terapia do Renascimento
O que é TVP e o que é Regressão de Memória?

 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da Psicanálise e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: contato@luzes.org
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.